Época de Pentecostes

Continuando o calendário pedagógico de ritmos que se fazem presentes nas escolas Waldorf, é no outono, após a Época de Páscoa, que chegamos à Época de Pentecostes, um período de celebração cristã que dura 50 dias, sendo neste ano celebrado entre os dias 25 de abril e 13 de maio.

 

No Jardim Flauta Mágica, essa Época trabalha o senso de comunidade com as crianças, inspirado nos valores da data cristã. Todas as professoras estudam a história da data religiosa e se preparam para propor atividades que a simbolizam. 

 

Nas salas do jardim são feitas propostas de brincadeiras que desafiam as habilidades das crianças, por exemplo, onde elas possam exercitar o trabalho em equipe, a empatia com os colegas e o senso de motivação em grupo.

 

No maternal, as crianças vivenciam atividades que evidencia o senso comunitário, como fazer uma salada de frutas, por exemplo, onde cada um faz sua parte e vê o resultado de forma integrada, repartindo inclusive em um grande piquenique às vezes.

 

Músicas e contos também ilustram a proposta pedagógica, como não podia deixar de ser! 
Confira abaixo letras de música e histórias que as professoras trabalham em sala de aula com os pequenos:

 

Música

OUTONO
O outono traz
Nossas frutinhas
Abacaxi, melão à valer
Banana e uvas madurinhas
Tudo de bom pra se comer

 

Música

TARDES AZUIS
Tardes azuis e serenas
Folhas douradas no chão
Doce brisa sussurante
Verde Ausente
Sono profundo

A melodia você encontra no minuto 3:47 no link: https://youtu.be/FpKjASc_CKU?t=3m47s

 

Música

UMA MÃO SE ESTENDE

Uma mão estende

Pelo mundo

De ti a mim

De mim a ti

Juntos lutemos como irmãos

Pra que a paz esteja sobre a terra

E em nós

Pra que a paz esteja sobre a terra

E em nós

 

 

História

UM CISNE VEM DE LONGE
 

Era uma vez um rei e uma rainha que desejavam muito uma criança, mas o desejo não se realizava, por mais profundo que fosse. Havia já passado muitos anos de espera, quando um dia, um ancião entrou pela sala do trono adentro. Seus cabelos muito longos, caiam-lhe sobre o manto azul. Seu olhar voltado para o rei e para a rainha conseguiu penetrar-lhes o coração e ler, ali, seu grande desejo:

- conheço sua preocupação, mas, não se aflijam. O seu desejo será realizado, disse o estranho. Prestem atenção ao que vou lhes dizer agora: quando for por sobre sua moradia, se estender o arco-íris e um resplandecente cisne branco cruzar por ela, para, em seguida, pousar junto ao lago, perto do palácio, terá chegado a hora pela qual tantos anos estão esperando.

Com estas palavras o ancião retirou-se da sala do trono, deixando o rei e a rainha em alegre expectativa.

Um dia, em pleno inverno, a rainha viu estendeu-se sobre o palácio um maravilhoso arco-íris, e, enquanto ela olhava, admirando-lhe a beleza, ouviu um farfalhar de asas e viu um resplandecente cisne branco cruzar pela colorida porta celeste, movimentando com majestade suas grandes asas.

Ele pousou suavemente no lago, quase congelado, do jardim real. Era como se ele tivesse trazido consigo todo um mundo de alegria.

O rei e a rainha, alegres e felizes, mandaram construir uma moradia para o cisne em meio a água; eles mesmos o alimentavam e dele cuidavam.

Pouco tempo depois, a rainha deu ao rei o esperado filho. A felicidade chegara ao palácio real. O rei e a rainha não deixaram de lembrar-se, com gratidão, do estranho que os visitou na hora certa.

No coração da rainha nasceu uma canção soando suave e, todos os dias, ela cantava essa canção ao filho real. A canção era assim:

 

Cisne vem de longe

Leve a voar

Pelo arco-íris

Na terra vem pousar

 

Sol, lua, estrelas

Brilham sem parar

E no firmamento

Anjos a cantar

 

 

 

 

 

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Ser Waldorf, um relato de ex-alunos

30/03/2017

1/8
Please reload

Posts Recentes

15 Apr 2019

7 Apr 2019

28 Aug 2018

Please reload

Arquivo