A conquista do novo parque, nas palavras de Deborah Okida


Muitas vezes é preciso coragem para colocar em prática alguns sonhos.

A palavra coragem, vem do latim COR, que significa coração. Ou seja, "agir com o coração".

Nada melhor para resumir o que significou participar do financiamento coletivo do novo parque da Flauta Mágica.

Coragem para fazer algo inédito na escola, colocando todo o nosso coração a serviço da coletividade e a serviço do que queremos proporcionar aos nosso filhos e a todas as crianças que fazem parte da Flauta Mágica.

Alcançamos a meta tão sonhada que parecia quase inimaginável. Teremos, em breve, um parque completo renovado.

Um parque que será a celebração da vida em tempo real e constante, pois a primeira infância é um pulsar divino e cheio de possibilidades, magia, alegria, criatividade, sensibilidade e amor.

E como "a gratidão é a memória do coração", um agradecimento a todos que acreditaram no sonho e que, de uma forma ou de outra, contribuíram para que se tornasse real.

Foi bonito ver a força que os laços possuem. Equipe, famílias, amigos, ex-alunos, ex-funcionários e simpatizantes da pedagogia Waldorf que juntos fizeram a diferença.

Algo novo é sempre um pouco desafiador. E financiamentos coletivos, apesar de mais recentes no Brasil, tem sido uma grande força propulsora de projetos e iniciativas transformadoras da realidade que vivemos. Isoladas, não teriam força. Na união de esforços, fazem a diferença no mundo.

Agradeço a oportunidade de ter vivenciado essa experiência.

Deborah Okida, mãe Flauta Mágica e coordenadora na Associação Comunidade de Mãos Dadas, é uma grande amiga da nossa escola e teve um papel fundamental na conquista do novo parque para as crianças.

#novoparque #benfeitoria

Posts Em Destaque
Posts Recentes